Cultura Organizacional

Saiba por que reforçar a cultura organizacional em sua empresa

Escrito por Havik

A cultura organizacional nas empresas é um assunto muito recorrente hoje em dia, porém nem todos os CEOs e profissionais sabem exatamente a importância disso em uma companhia. Mais do que apostar em ambientes descontraídos e salas de descompressão, essa cultura deve refletir os valores e missões da empresa em prática.

Apostar em uma cultura sólida e inovadora vai garantir a sobrevivência das empresas, seu crescimento de mercado e reconhecimento pelos clientes, assumindo um papel fundamental no posicionamento diante da concorrência. Para entender por que esse conceito deve ser reforçado na sua organização, acompanhe este post.

A cultura organizacional como ferramenta estratégica

Segundo Ricardo Tucci, sócio-diretor da ToF (Traduzindo o Futuro – laboratório da pós-modernidade que aborda temas como: Transformação Cultural, Programas de Liderança e Gestão de Crises), é essencial que as empresas desenvolvam e sustentem a sua própria cultura  original e singular, que ressoe e a identifique diante das outras.

Mais do que reproduzir ideias já propagadas, a cultura organizacional deve refletir a essência da empresa, seus propósitos e sua relação com o trabalho diário. Essa abordagem traz duas vantagens importantes para o negócio:

Atração de talentos

Ao transparecer sua essência com clareza, a empresa tende a atrair profissionais com o mesmo mindset (mentalidade), que vão se encaixar muito mais facilmente ao ritmo e estilo de trabalho praticados.

Além de surtir efeitos muito positivos na retenção de funcionários, a cultura organizacional praticada de maneira real facilita o relacionamento entre profissionais no dia a dia e aumenta o engajamento  os colaboradores vão se sentir motivados pelo propósito da empresa.

Mudanças no treinamento

O treinamento é muito usado para alinhar os profissionais e colocá-los “dentro da mesma caixa”, enquadrando todos dentro do mesmo conceito. Ao contar com colaboradores que tenham uma visão parecida sobre o trabalho essa etapa se torna desnecessária.

O investimento em treinamento passa a ser menor e há uma preocupação com a experiência  deixar os funcionários experimentarem a empresa enquanto esta experimenta ideias. Com essa abordagem, tudo fica mais fluido e natural.

Reforçando a cultura organizacional na empresa

Para atingir esse nível, a cultura organizacional não pode ser algo fixado no mural de informações e esquecido, servindo apenas como decoração. Mais do que um conceito, essa cultura deve ser praticada e vivida verdadeiramente, refletindo diariamente o que é importante para a empresa.

Esse conceito é traduzido em comportamentos e hábitos que podem ser reforçados para que essa identidade esteja sempre presente. Para isso, alguns aspectos essenciais podem ser exercitados:

Trabalhe o comportamento

Mais do que ideias ou discursos, o que realmente determina a cultura de uma empresa é o comportamento. Para isso, os líderes devem ser os primeiros a agirem de acordo com o que é esperado, incentivando os demais por meio do exemplo.

Esses gestores serão vistos como um modelo a ser seguido e ajudam a estabelecer um padrão de como as pessoas devem lidar com o trabalho e os relacionamentos profissionais. Além disso, esses comportamentos devem sempre estar ligados às metas da empresa.

Foque em poucos aspectos essenciais

Um código de ética extenso dificilmente será seguido pelas pessoas. Muitas vezes, esse tipo de abordagem pode engessar a performance dos funcionários, que ficam tão preocupados em seguir pequenas regras que não ficam à vontade para se sentirem realmente integrados à empresa. Sem citar que um modelo engessado é ultrapassado e não tem a ver com os conceitos atuais de clima organizacional positivo que favorece a produtividade.

Procure focar em dois ou três aspectos essenciais para a empresa, que serão referência para os funcionários. Essa abordagem pode ser a contribuição para a comunidade, a proteção ao meio ambiente ou a defesa da diversidade  o importante é que seja verdadeiro e que faça parte da identidade real da organização, não apenas um slogan para convencer os consumidores.

Incentive a boa liderança

Um dos pilares de uma cultura organizacional moderna é a liderança horizontal, disposta a ouvir e interagir com os funcionários. A chefia autoritária está totalmente ultrapassada e não surte bons resultados dentro de um espaço laboral em que o bem-estar e o ambiente positivo são valorizados.

Essa abordagem mais flexível facilita a vida não só dos trabalhadores, mas também do próprio líder. Há um espaço muito maior para identificar funcionários com outras habilidades e que possam exercer diversas funções, fugindo de um papel muito rígido e se mostrando mais versátil para caminhar entre vários setores da empresa.

A manutenção da cultura organizacional após mudanças de gestão

Tucci afirma que “cultura vem da ideia de cultivo  em uma empresa, são os aspectos que são trabalhados”. Partindo desse princípio, é possível entender que uma cultura organizacional não deve sofrer grandes mudanças a partir da sucessão de lideranças, por se tratar de algo que está ligado ao cerne da empresa e desenvolvido dia após dia.

Podemos concluir, então, que não é uma mudança de patrão ou de chefe que vai alterar drasticamente a cultura interna da empresa. Mesmo reconhecendo a importância dos líderes e de seus comportamentos, não são eles que devem ditar o que é praticado dentro da organização.

Essas ideias devem ser parte da companhia e os profissionais que ali atuam, independentemente da posição hierárquica que ocupam, devem seguir esse raciocínio. Cabe aos líderes melhorar essa prática e levá-la a outro patamar, aplicando-a na contratação e no relacionamento com os funcionários.

O fomento de uma cultura organizacional duradoura é praticado diariamente, como parte integrante do trabalho e, principalmente, deve ser realizado de maneira natural, refletindo a maneira com que a empresa lida com o mundo.

Vantagens da prática da cultura organizacional em relação à concorrência

Quando bem fundamentada e verdadeira, a cultura organizacional influencia a maneira com que os consumidores enxergam a marca  podemos perceber isso em empresas como a Natura, que se destaca dentro de sua proposta de sustentabilidade, trazendo valores intangíveis agregados ao produto.

Cuidados com o atendimento, a embalagem e a entrega ajudam a reforçar a imagem positiva da empresa e estão atrelados à cultura. Uma organização que cuida dos seus empregados e dos seus clientes tem uma recepção muito mais positiva. Essa postura se transforma em propaganda espontânea e acompanha todos os produtos da marca.

A principal questão a ser observada é que a cultura organizacional na empresa realmente seja verdadeira. Se o consumidor perceber que o que é vendido não é verdadeiramente praticado, a imagem corporativa é vista de maneira negativa, transmitindo desonestidade e incoerência.

Para saber mais dicas e mudanças no mercado de trabalho e como impactam nas organizações, acompanhe nossas páginas no Facebook, e LinkedIn.

Sobre o autor

Havik

Deixar comentário.

Share This